Quando é rei, nunca sai de moda.

Jeans é jeans. Aquele verdadeiro amor que não dura só durante o carnaval, dura a vida, o ano inteirinho.

Dá para usar, literalmente e lindamente, da cabeça aos pés. Aliás, dá para usar tudo que você tiver de jeans ao-mesmo-tempo-agora-já.



Em tempos de moda rápida, na qual a gente fica sabendo nos blogs hoje: "ISSO É TENDÊNCIA, VAI FUNDO, MIGA". E aí três dias depois: "JÁ ERA, JÁ FOI". O Jeans consegue respirar, ganhar jeito, se atualizar.

Uma das suas formas mais queridas atualmente é a lavagem delavé, palavra francesa que indica que o tecido passou por intensos processos de desbotamento ou descoloração do tom natural.

São vários banhos especiais com produtos químicos até que o denim fique do jeitinho que a gente gosta:


ASSIM <3


Aliás, sabe qual a diferença entre jeans e denim?

Denim é o nome do tecido, é o algodão, que tramado e enrolado vira o rolo de tecido.

Já o Jeans é a peça final. Foi criado por Levi Strauss, nos Estados Unidos, e nada mais é do que a peça de roupa composta pelo denim tingido com o índigo.

Olha aí a química e tantas matérias que você aprendeu na escola e achava que não servia pra muita coisa, né? Ela está por tudo e sempre te acompanhando.



E aí, qual o tingimento que você mais ama, usa e tem no armário? É mais fã do jeans escuro ou do mais claro??